Casamento da A e do J

Pilar é uma empresa do Porto de design de eventos. Tem em atenção todos os detalhes e desafiam o cliente com uma abordagem que torna qualquer momento inesquecível. “Construímos memórias, celebramos a vida” é o lema deste projeto com tanto de promissor, como se pode ver pelas histórias que tem para contar.

É um projeto que me diz muito, não só pelas pessoas que que o criaram mas porque cresceu um pouco em paralelo com o meu. Já conheço a Mónica e a Soraia há algum tempo e percebemos, desde logo, que partilhávamos ambições, sonhos, receios, expectativas mas principalmente essa vontade de querer fazer mais e melhor pelas nossas próprias mãos e segundo os valores em que acreditamos.

No ano passado, confiei nelas para me ajudarem nas fotografias da coleção Ginkgo (neste momento disponível para venda online aqui), pelo maravilhoso olhar da Xiomara Marques. Ainda me recordo de as ver chegar ao local carregadas de objectos e adereços cuidadosamente selecionados para que nada faltasse e o resultado fosse impecável. E foi. E elas são assim mesmo.

Este ano foram elas a desafiar-me. A decoração do casamento da A. e o J. irá explorar o azulejo português. Corre-mesas de 8 metros serão o suporte em tecido para um padrão que desenvolvi para o efeito. Às vezes a estamparia manual é imediata mas, neste caso, envolveu bastante trabalho de projecto, desde a pesquisa em torno do azulejo português até ao desenho dos módulos (azulejos) e padrão, tendo em conta uma série de constrangimentos de dimensões e integração com os restantes elementos da decoração de mesa. Envolveu também a criação de um carimbo de grandes dimensões (gravado manualmente) e a experimentação no que toca à sua multiplicação gerando o padrão idealizado.

Senti o peso da responsabilidade quando vi chegar todos aqueles corre-mesas 100% linho. Mas ainda bem que aceitei este desafio, aprendi tanto com ele, sinto-me mais capaz de desenvolver projetos “especiais” ou “personalizados” e tenho cada vez mais a certeza de que a estamparia manual, alem do resultado ser tão bonito, faz todo o sentido quando se tratam de “edições limitadas”.

Espero em Outubro poder mostrar-vos o resultado no local do casamento, em sintonia com todos os pormenores pensados pelas Pilar. Mal posso esperar…!