Ginkgo Biloba

Parece estranho ter tanta coisa para contar de acontecimentos passados mas a verdade é que há muito que ansiava pelo blog para poder realmente “contá-los”.

O lançamento da primeira coleção foi sem dúvida um deles. Foi o culminar de um processo bem complicado e que se arrastou no tempo muito mais do que eu desejava e podia imaginar. Apesar disso, foi muito gratificante e que tive a oportunidade de trabalhar com pessoas que admiro muito.

Esta coleção partiu da inspiração nas folhas da árvore Ginkgo Biloba. Certamente conhecem o Jardim das Virtudes, no Porto (se não conhecem, fica a sugestão!) – aqui encontramos a maior Ginkgo Biloba de Portugal, uma árvore do século XVIII, originária da China, com cerca de 35 metros e classificada como árvore de interesse público pela Direção Geral das Florestas. Assim, não foi só pela sua beleza particular que a escolhemos como inspiração. Foi também por ser um símbolo do Porto e por ser o reflexo da nossa admiração e respeito pela Natureza.

Na coleção 0 recorremos maioritariamente à técnica do stencil. Adoro o seu imediatismo e simplicidade. Mas, desta vez, e como gosto de colocar desafios a mim própria, defini que iria tirar partido de duas novas técnicas: a serigrafia e o block printing.

A “brincadeira” que mais recordo de criança é, sem dúvida, desenhar. Hoje é para mim um exercício criativo e até meditativo e não imagino a minha actividade enquanto designer sem o pôr em prática. Para esta coleção, desenhei 3 elementos distintos em torno da mesma inspiração, tendo em conta as especificidades das técnicas escolhidas.

Para reproduzir em serigrafia manual foi concebido um padrão partindo de um desenho original e para o block printing foram criadas duas matrizes, uma em soft-cut, que funciona em modo contínuo como um friso, e outra em borracha, que funciona em modo isolado como um carimbo.

Bem perto do Jardim das Virtudes, encontramos a Escola Artística Profissional Árvore. Quem frequentou esta escola deve conhecer o Senhor Tomás. Foi graças a ele e na sua oficina que imprimimos manualmente o padrão.

O Sr. Tomás é um gravador exímio, tendo já impresso gravuras de grandes artistas do Porto e não só. Mas aquilo que mais nos cativou nele foi a sua visão da vida com positivismo e o valor que dá a quem quer fazer coisas. Ele é de aqueles que apoiam mas não apenas com palavras de motivação. Muitas vezes estas não chegam, precisamos mesmo de alguém que nos empurre mas depois nos segure no braço com firmeza para não desistirmos de continuar.

Já o processo de estamparia por block printing foi realizado no meu próprio atelier, usando uma mistura de linho e algodão. Dos tecidos estampados criámos uma coleção de table wear composta por buckets em tecido, individuais de mesa, corre-mesas e guardanapos.